quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Lendo a palavra...

Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.
Tiago 1:3


JUNIOR

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Notícia


Três meninas suspeitas de participar de arrastões em lojas na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, foram encontradas na rua pela irmã de uma delas na quinta-feira. A jovem C. C. S. P., 14 anos, estava em um abrigo desde a última sexta-feira por ter participado dos delitos.
A irmã mais velha contou à polícia que encontrou o grupo por volta das 18h30 de ontem na rua Vergueiro, perto de onde trabalha. Ela tentou convencer a irmã a ir para casa, mas, diante da recusa de C. C. S. P., chamou a polícia. Os PMs apreenderam as adolescentes e as encaminharam para o 5º DP, de onde foram transferidas para o 78º DP, nos Jardins.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, as duas meninas em companhia de C. C. S. P. também são suspeitas de participar dos furtos na região. Uma delas tem 14 anos e outra, 11. A menor delas foi encaminhada para um abrigo, e as outras duas, para a Fundação Casa.

Saber responder !


"Certa vez eu estava passeando no pensamento e ouvi isso:

Por que perguntar se eu posso responder ?
Eu não sei
Então porque me perguntou se sabia perguntar?
Eu não sei
Então porque vc não me pergunta uma coisa que saiba?
Porque eu não sei!



Eu sou asssim só sei responder ....
Tá bom assim?
Não sei...

JUNIOR

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Família


A família representa um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições. É um grupo de pessoas, ou um número de grupos domésticos ligados por descendência (demonstrada ou estipulada) a partir de um ancestral comum, matrimónio ou adoção. Nesse sentido o termo confunde-se com clã. Dentro de uma família existe sempre algum grau de parentesco. Membros de uma família costumam compartilhar do mesmo sobrenome, herdado dos ascendentes diretos. A família é unida por múltiplos laços capazes de manter os membros moralmente, materialmente e reciprocamente durante uma vida e durante as gerações.
Podemos então, definir família como um conjunto invisível de exigências funcionais que organiza a interação dos membros da mesma, considerando-a, igualmente, como um sistema, que opera através de padrões transacionais. Assim, no interior da família, os indivíduos podem constituir subsistemas, podendo estes ser formados pela geraçãosexo, interesse e/ ou função, havendo diferentes níveis de poder, e onde os comportamentos de um membro afetam e influenciam os outros membros. A família como unidade social, enfrenta uma série de tarefas de desenvolvimento, diferindo a nível dos parâmetros culturais, mas possuindo as mesmas raízes universais (MINUCHIN,1990).
Uma família brasileira
Alberto Eiguer, psicanalista francês, em seus livros “Um Divã para a Família” e "O Parentesco Fantasmático" estabelece alguns “organizadores” que orientam a escolha de parceiro. Para ele, os casamentos e, por extensão, a família, se estruturam por mecanismos inconscientes ligados às primeiras experiências de vinculação.
Alberto Eiguer edifica um modelo de vínculos intersubjetivos narcísicos e objetais, do qual emergirá a representação do antepassado que desperta identificações cheias ou ocas, estruturantes ou aniquiladoras. E assim, mostra que doravante faz-se necessário - se admitirmos que o sujeito utiliza-se do outro como defesa, como fonte e motor de seu imaginário - pensar a família em termos de "transgeração" e "mito familial". Afirma que “os objetos parentais constituem o núcleo do inconsciente familiar”, para o bem e para o mal, pensa o psiquiatra e psicanalista Cláudio Costa [1].
Para Eiguer, são três organizadores: 1) Escolha de objeto; 2) as vivências do “eu familiar” e sentimentos de pertença”; 3) o romance familiar, vivido na primeira infância, representando uma imagem idealizada dos pais.
Quanto ao primeiro item - “escolha de objeto” - haveria três modelos:
Uma família norte-americana
  1. Escolha objetal anaclítica, ou assimétrica: o homem ou a mulher buscam um parceiro que lhes forneça amparo e apoio (mãe ou pai da infância). É uma escolha alimentada pela pulsão de conservação e visa, antes de tudo, dominar a angústia de perda das figuras parentais. Haveria uma identificação mútua na perda e cada um idealiza o outro. De alguma forma, o casal se julga sabedor de como um deve sanar a falta do outro. Dois caminhos se oferecem:
a) defensivo: quando o homem escolhe uma mulher que é o oposto ao pai e vice versa; b) regressivo: quando se identifica, no parceiro, um sucedâneo da figura parental de identificação.
2. Escolha objetal narcisista, ou simétrica: Neste caso, a pessoa se liga a um parceiro que se assemelha: a) ao que se é; b) ao que se foi; c) ao que gostaria de ser; d) ao que possui uma parte do que se foi.
O vínculo se estabelece a partir de uma idéia de poder, orgulho, onipotência e ambição. Por exemplo: o parceiro seria alguém que seja difícil, a fim de se comparar com ele em força e em capacidade manipuladora. Há um jogo sadomasoquista na relação. Exemplo: uma pessoa, muito fechada, tímida e insegura se sente atraída pelo parceiro arrogante e sociável. É provável que uma das partes acabe desprezando a outra.
3. Escolha objetal edípica, ou dissimétrica: trata-se de uma escolha regida pela identificação madura e adulta ao pai do mesmo sexo.
Exemplos: a) um rapaz se casa com uma mulher que, de alguma forma, representa a mãe dele; b) casais que procuram o significado de sua relação amorosa, de interação homem-mulher, baseados nas vivências satisfatórias em suas famílias de origem.
As afirmações de Alberto Eiguer se basearam em pesquisas feitas durante anos, na França, com casais que procuraram terapia. As bases teóricas se fundamentam na teoriapsicanalítica do Complexo de Édipo e sua resolução – teoria esta colocada em cheque por inúmeros autores. Afinal, Freud viveu na época vitoriana e tinha, por modelo, a família estruturada pelo pai, mãe e filhos. Esse tipo de família, por incrível que pareça, somente foi definido por Littré, em 1869 (há menos de duzentos anos).
Aliás, é bom lembrar que a palavra "família" deriva do verbete latino "famulus" = 'domésticos, servidores, escravos, séquito, comitiva, cortejo, casa, família'.


JUNIOR

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Maquiagem ; como usar ;

Dicas de Maquiagem

Antes de aplicar a maquiagem, é importante passar por um processo delimpezaesfoliação e hidratação da pele:
  • A limpeza é essencial para remover as impurezas e o excesso de oleosidade;
  • A esfoliação ajuda a remover a camada de células mortas, deixando a pele fina e macia;
  • O hidratante deve ser de preferência com filtro solar.
  • Logo após o hidratante, para deixar a pele mais bonita, fixar melhor a maquiagem e tirar o brilho, uma boa dica é o uso do primer. Para maiores informações acesse:Primers
STEPHANY

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Estou lendo...

Estou lendo um livro chamado Sabedoria para Vencer, de Mike Murdock.


Lendo a palavras de Deus
Anda com os sábios e serás sábio (Provérbios 18:20)

Níver Eliasha

Sábado eu viajei para Brejetuba uma cidade daqui do Espírito Santo para ir ao aniversário da minha prima Eliasha na verdade o níver dela vai ser dia 13, mas houve a comemoração dia 06 ,mesmo, por motivos não "identificados"... rsrs...
Mas foi muito bom eu gostei muito e me diverti demais...
 
☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺☻☺
 

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A mudança do alfabeto (reforma)


O Acordo inseriu mais três letras no nosso alfabeto. Ao invés de 23 letras, agora o alfabeto conta com 26, com a incorporação do K, W e o Y.
A utilização das novas letras fica restrita a alguns casos, como já acontece atualmente.
•    Nomes próprios de pessoas e seus derivados;
Exemplos: Franklin, frankliniano; Kant, kantistno; Darwin, darwinismo; Wagner,wagneriano, Byron, byroniano; Taylor, taylorista;
•    Nomes próprios de lugares originários de outras línguas e seus derivados;
Exemplos: Kuwait, kuwaitiano, Washington, Yokohama, Kiev.
•    Símbolos, abreviaturas, siglas e palavras adotadas como unidades de medida internacionais;
Exemplos: km (quilômetro), KLM (companhia aérea), K (potássio), W (watt), Kg (quilograma), www (sigla de world wide web, expressão que é sinônimo para a rede mundial de computadores).
•    Palavras estrangeiras incorporadas à língua
Exemplos: Show, playboy, sexy, playground, windsurf, download, kung fu, yin, yang, megabyte


Leia mais: http://www.reformaortografica.net/category/mudancas/alfabeto/#ixzz1U3g3WbOH